Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Privacidade para saber mais.

5 dicas para administrar um laboratório de análises clínicas

5 dicas para administrar um laboratório de análises clínicas

Ao pensar em um laboratório de análises clínicas, as pessoas costumam imaginar uma sala cheia de bancadas forradas com pipetas, béqueres cheios de produtos químicos e pessoas vestindo jalecos e óculos de proteção.

Embora algumas das maiores descobertas científicas do mundo tenham ocorrido em laboratórios de pesquisa científica, mais comumente as tarefas diárias de diagnóstico ocorrem em laboratórios de análises clínicas.

As tarefas dos profissionais de laboratórios de análises clínicas envolvem a execução de testes em amostras biológicas coletadas de pacientes, conforme orientação de um médico.

O objetivo dos laboratórios é ajudar médicos e pacientes a atender às necessidades clínicas e de saúde pública.

Para apoiar com segurança as necessidades de médicos, pacientes e profissionais de laboratórios clínicos, os gestores de laboratórios de análises clínicas garantem que as instalações laboratoriais funcionem de forma eficiente para produzir resultados de exames médicos confiáveis ​​e oportunos.

Os gestores de laboratórios são responsáveis ​​por manter um laboratório clínico seguro e eficiente e garantir que os procedimentos e equipamentos atendam aos padrões nacionais e, muitas vezes, internacionais.

A maioria dos responsáveis pela gestão de laboratórios clínicos têm no mínimo de cinco anos de experiência em práticas laboratoriais e um diploma em biologia, química ou um campo relacionado à ciência. Alguns gerentes de laboratórios clínicos também possuem graus avançados ou experiência em administração de saúde.

Sem a liderança qualificada de um gerente de laboratório, os laboratórios de análises clínicas não podem funcionar sem problemas, nem fornecer aos médicos e pacientes altos padrões de atendimento médico responsivo.

Por isso, se você quer saber mais sobre como administrar um laboratório de análises clínicas, confira o conteúdo que preparamos sobre o tema!

Como administrar um laboratório de análises clínicas?

Como administrar um laboratório de análises clínicas?

Você descobriu que ser o chefe de um laboratório de análises clínicas é bem mais do que organizar muitos testes: trata-se de administrar uma empresa!

Habilidades de gerenciamento de laboratório, embora usadas todos os dias pelos profissionais da área, não são ensinadas diretamente a novos analistas.

Em vez disso, eles são aprendidos de segunda mão. Embora muito deva ser aprendido com essa abordagem de seguir o exemplo, ela tem seus limites.

Todos nós já ouvimos histórias de insucesso sobre gestores com habilidades fracas de liderança e organização, mas como podemos evitar de nos tornarmos um personagem em uma dessas histórias?

Confira nossas 5 dicas a seguir e saiba como administrar um laboratório de análises clínicas!

1. A gestão de laboratório deve ser aprendida de maneira direcionada

Os gerentes de laboratório são frequentemente promovidos da equipe técnica, a premissa é que se um indivíduo tem a capacidade de aprender a ciência da medicina laboratorial, ele também pode aprender as habilidades de gestão necessárias, dado o desejo e aptidão para fazê-lo.

Habilidades de gestão são importantes para carreiras científicas de todos os tipos. Quer você trabalhe na bancada ou fora dele, a capacidade de organizar seu trabalho e supervisionar aqueles que estão sob você é crítica.

A gestão pode ser dividida em quatro categorias principais:

  1. O planejamento permite que um gerente de laboratório saiba para onde o laboratório está indo;
  2. A organização também é um trabalho importante para um gestor de laboratório, pois ele determina quem faz cada projeto e técnica, gerencia os cronogramas e orçamentos para vários projetos e se mantém atualizado nas áreas;
  3. A liderança é extremamente importante para um gerente de laboratório, pois geralmente define o ambiente e o ritmo do laboratório. Uma boa liderança pode inspirar os membros do laboratório para a produtividade e criatividade e ajudar os profissionais da equipe a trabalharem juntos;
  4. Controlar um laboratório envolve a avaliação do progresso dos profissionais do laboratório, dos processos e da capacidade de corrigir os problemas à medida que surgem.

2. O planejamento deve considerar o cenário real

Com todas as responsabilidades que a gestão do laboratório acarreta, é fácil perder de vista o objetivo maior.

A autoconsciência é vital na gestão do tempo! É tão fácil acreditar que você está sendo produtivo quando está apenas ocupado. Ser capaz de recuar e avaliar verdadeiramente a sua eficácia é difícil, mas é a única forma de fazer com que cada dia seja importante.

Embora os membros do laboratório precisem de habilidades técnicas para realizar os testes, é função do gerente do laboratório garantir que todas as análises sejam direcionadas a um objetivo comum.

A capacidade de ver o cenário real permite que os profissionais do laboratório avaliem o progresso de um processo. Um plano de cinco anos permite que você avalie o progresso de seu laboratório e mantenha-o orientado para um objetivo.

Isso se torna especialmente importante quando um laboratório está gerenciando várias concessões de comprimentos variados.

Da mesma forma, uma declaração de missão pode guiar um laboratório e mantê-lo sob controle. Uma declaração de missão ajuda a lembrar o gestor de quais são suas prioridades.

É difícil manter os olhos no sucesso com todo o pessoal para pagar, questões financeiras e decisões administrativas que precisam ser tomadas diariamente. Lembrar-se de que sua missão é, digamos, a saúde da comunidade, por exemplo, ajuda você a reconhecer quais tarefas o ajudarão a cumprir seus planos e, assim, ser mais produtivo.

Escreva uma declaração de missão que ajudará você e os funcionários do seu laboratório a lembrar, quando as coisas ficarem difíceis, porque vocês estão ali e porque seu trabalho é importante.

3. A organização é muito mais do que uma bancada limpa

A organização assume várias formas na gestão do laboratório. O tempo, as pessoas e o espaço físico do seu laboratório devem ser organizados e ordenados para que o trabalho ocorra sem problemas.

Nunca haverá tempo suficiente durante o dia para concluir todas as tarefas que você espera realizar, por isso é importante saber quando dizer não.

Embora um relacionamento aberto com a equipe do laboratório seja incentivado, às vezes você precisa fechar a porta do escritório. Com o tempo e a experiência, você deve desenvolver a capacidade de saber melhor quais solicitações o ajudarão e quais irão impedi-lo de progredir.

Você aprende a olhar para o futuro para ver que não terá nenhum benefício imediato ao concordar em fazer parte de um determinado comitê, mas que em seis meses poderá ter a chance de ter mais clientes ou um relacionamento melhor com um administrador.

As reuniões de laboratório são uma ótima maneira de ajudar a manter um grupo de pessoas organizado e focado em seus objetivos!

As reuniões com todo o grupo permitem que os funcionários do laboratório permaneçam informados sobre os eventos internos. Elas também podem ser um bom lugar para brainstorming e solução de problemas.

Os laboratórios bem-sucedidos têm reuniões regulares, tanto formais quanto informais. As reuniões individuais também são importantes para o funcionário do laboratório e o gestor, pois as experiências e os problemas podem ser discutidos com mais detalhes.

No entanto, as reuniões de laboratório podem se tornar um uso ineficiente do tempo se não forem organizadas. Ter uma agenda de reunião pode manter as conversas sob controle e evitar a necessidade de várias reuniões sobre um único assunto. Registros de reuniões de laboratório também podem ser usados ​​para medir o progresso de forma geral.

4. Lidere com a inteligência necessária para o sucesso

Nem todos os líderes de sucesso são iguais. O primeiro passo para alcançar seu potencial de liderança é reconhecer seu estilo de liderança.

Existem vários recursos que permitem reconhecer e analisar a maneira como você lidera. Em seguida, você pode se concentrar nos pontos fortes e fracos desse estilo de liderança e trabalhar para melhorá-lo.

Além disso, você pode comparar o tipo de líder que você realmente é com o tipo que gostaria de ser.

É vantajoso identificar um mentor de sucesso que pode não apenas ser um modelo para o seu comportamento, mas uma caixa de ressonância para questões com as quais você talvez não tenha lidado anteriormente.

O mentor deve ter experiência além do laboratório, especialmente em lidar com protocolo organizacional e indivíduos-chave fora do laboratório.

Você não pode motivar ou ajudar a todos da mesma forma! Por exemplo, algumas pessoas respondem bem a muita atenção, outras pessoas gostam de ter mais tempo para pensar sobre os dados ou seu próximo experimento entre as discussões com seu gestor. Você precisa ser capaz de modular seu estilo para otimizá-lo para cada pessoa em seu laboratório.

A maioria dos especialistas enfatizam a importância de saber ouvir. Um bom líder não apenas orienta os funcionários do laboratório e lhes diz o que fazer, mas também os ouve.

Certifique-se de que você não é a pessoa que mais fala na reunião do laboratório. Se você estiver falando, há um problema. Em vez disso, capacite os membros mais antigos da equipe para ensinar e orientar os membros mais novos.

Por último, saiba quando relaxar e se divertir! Reservar um tempo para comemorar os progressos do seu laboratório é ótimo para o moral e pode funcionar como um incentivo para atingir os objetivos do laboratório.

Reservar um tempo para relaxar e desfrutar de suas realizações dará aos funcionários do seu laboratório e a você a energia para continuar. Tenha senso de humor! Este é provavelmente o conselho mais importante que podemos dar.

5. Invista em tecnologia e assuma o controle

Gerenciar um laboratório de análises clínicas significa que há momentos em que as coisas dão errado e você deve consertar.

Os gestores muitas vezes lamentam que todos os problemas vêm de uma vez, o que destaca a importância de aprimorar suas habilidades de controle e tecnologia.

Uma das melhores maneiras de evitar problemas com os funcionários é ser claro sobre os padrões e expectativas desde o início. Cada membro do laboratório vem de uma formação diferente. A maioria dos problemas surge da falta de comunicação sobre as expectativas.

Sem expectativas claras, você não pode esperar que os funcionários do laboratório façam algo do jeito que você espera. É igualmente importante que o investimento em tecnologia seja feito para que os padrões do laboratório sejam mantidos, ou eles não serão seguidos.

Motive a equipe do laboratório por meio de recompensas em vez de medo. Quando as pessoas estão indo bem, certifique-se de dizer isso a elas. Quando as coisas estão indo devagar, certifique-se de encorajar junto com os conselhos.

É mais provável que as pessoas sejam produtivas e criem um trabalho de alta qualidade quando estão felizes e trabalhando por uma meta, em vez de temer o castigo. Essas recompensas não precisam ser significativas ou monetárias, o que importa é que sejam sinceras.

Por último, tente dar aos funcionários do laboratório o controle sobre seu trabalho por meio de um software para gestão laboratorial eficiente!

Muitos profissionais desejam ter seus próprios laboratórios um dia, e esta é uma habilidade que eles precisam aprender agora. Além disso, um sentimento de orgulho e envolvimento pode ajudar muito a motivar os funcionários e, ao mesmo tempo, liberar você para dedicar seu tempo a outras questões.

A chave para para administrar um laboratório de análises clínicas é gerenciar bem seu laboratório por meio de planejamento, organização, liderança, tecnologia e controle.

Pode parecer um pouco trabalhoso, mas a recompensa será gratificante para você e seus funcionários do laboratório. Lembre-se: se você pôde aprender ciência, também pode aprender como administrar um laboratório.

Gostou de saber mais sobre como administrar um laboratório de análises clínicas? Então não deixe de conferir o conteúdo sobre melhoria contínua para laboratórios: 5 dicas essenciais!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias: