Usamos cookies para fornecer os recursos e serviços oferecidos em nosso site para melhorar sua experiência. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso destes cookies. Leia nossa Política de Privacidade para saber mais.

Como garantir testes mais rápidos e seguros?

Como garantir testes mais rápidos e seguros?

Boas práticas de laboratório são parte integrante da realização de testes clínicos com segurança e rapidez.

O controle adequado pode limitar a exposição a perigos e os EPI ‘s podem proteger a integridade física do profissional, além disso é importante garantir que seu comportamento não exponha seus colegas a riscos.

Práticas de laboratório adequadas asseguram muitas das rotas comuns de exposição ao perigo e ainda garantem a agilidade das entregas de resultados.

Quer saber como garantir testes mais rápidos e seguros? Então confira o conteúdo que preparamos para você!

Descubra como garantir testes mais rápidos e seguros!

Descubra como garantir testes mais rápidos e seguros! 

Mesmo seguindo os protocolos de segurança mais comuns, em alguns casos, você pode descobrir que precisa de uma abordagem de teste que atenda às suas necessidades específicas.

Por isso, vamos dar algumas dicas que o ajudarão a obter resultados mais rápidos e seguros.

Determine as áreas corretas para cada atividade

Cada área deve ser destinada para um objetivo, por exemplo, consumir comida no laboratório pode representar muitos perigos.

Comer ou beber no laboratório pode, antes de mais nada, aumentar o risco de exposição a materiais perigosos.

Alimentos ou bebidas podem deixar uma bagunça, aumentando os riscos de contaminação de suas amostras e potencialmente atraindo pragas.

Comer ou beber no laboratório também pode ser uma distração que pode causar um derramamento ou um incidente mais sério.

Utilize os EPI’s e trajes de laboratório adequados

Jaleco, luvas, proteção para os olhos e vestimentas adequadas devem ser usados ​​em todos os momentos no laboratório.

Calças compridas e sapatos que cubram completamente a parte superior do pé devem ser usados ​​sempre que trabalhar diretamente no setor de testes do laboratório.

Os jalecos protegerão suas roupas e sua pele de respingos, exposições a agentes químicos ou biológicos e chamas em alguns casos.

Os óculos de segurança protegem seus olhos de danos físicos ou químicos. A pele cicatriza após pequenas queimaduras ou lacerações, mas seus olhos não. Os olhos são frágeis e os óculos de segurança demoram cerca de três segundos para serem colocados, uma lesão ocular pode ser permanente.

Luvas protegem sua pele de materiais perigosos com os quais suas mãos podem entrar em contato. No entanto, pode ocorrer exposição ao remover as luvas e eliminá-las. Siga as etapas corretas para remover adequadamente as luvas usadas no laboratório.

Garanta a limpeza e a organização laboratorial

Lave as mãos após manusear qualquer material perigoso, antes e depois de comer e antes de sair do laboratório.

Mantenha objetos pessoais separados do trabalho de laboratório. Isso evitará a disseminação de reagentes perigosos e interromperá uma rota de exposição potencial.

Não aplique cosméticos enquanto estiver no laboratório. Aplicar qualquer coisa no rosto, especialmente ao redor da boca ou dos olhos, representa um risco significativo de exposição.

A pele seca pode fornecer uma rota de exposição. Usar uma loção específica para manter a pele das mãos saudável pode ajudar a prevenir a exposição.

Utilize recipientes de armazenamento adequados

Isso se aplica a armários individuais, armários de armazenamento e resíduos.

Armazenar solventes orgânicos em plástico pode comprometer o recipiente, assim como ácidos em recipientes de metal ou HF em vidro. Os produtos químicos devem ser armazenados em recipientes feitos de materiais que não reajam.

Grandes volumes de produtos químicos inflamáveis ​​devem ser armazenados em gabinetes resistentes ao fogo. Ácidos e produtos cáusticos devem ser armazenados em armários separados, forrados de plástico, para evitar que quaisquer vapores reajam com o invólucro de metal.

Produtos químicos que reagem violentamente quando misturados devem ser armazenados separadamente.

Tal como acontece com o armazenamento de produtos químicos, os resíduos devem ser armazenados em recipientes não reativos ou recipientes com revestimentos não reativos.

 Identifique bem cada material de trabalho

Todos os recipientes devem ser rotulados com seu conteúdo. Isso é crucial para que aqueles que trabalham perto de você e qualquer pessoa que visita o laboratório saibam quais perigos podem estar presentes.

Além disso, idealmente, os perigos presentes devem ser incluídos em qualquer rótulo.

Qualquer processo de testagem com um perigo específico também deve ser identificado com informações sobre esse perigo.

Evite que os profissionais trabalhem sozinhos

Durante as operações normais, nunca se deve trabalhar sozinho em um ambiente de laboratório.

Mesmo seguindo à risca a lista de procedimentos, olhos adicionais em uma situação podem notar perigos que você não pôde ver inicialmente.

Ter outros profissionais por perto também fornecerá suporte mais rápido no caso de uma emergência.

A adaptação a situações em que é necessário reduzir o número de profissionais em um espaço requer modificações nesta política.

  • Notifique o supervisor antes de entrar no laboratório e ao sair.
  • Comunique-se com os colegas de laboratório para que todos saibam quando alguém estará na área de risco.

Esteja ciente sobre o que está ao seu redor

Um laboratório pode ser um ambiente muito agitado. Os profissionais estão trabalhando lado a lado em demandas diferentes que podem apresentar riscos diferentes.

É importante estar ciente do que está ao seu redor e do trabalho que está acontecendo ao seu redor.

Trabalhe com propósito. Os laboratórios também podem ser um ambiente repleto de distrações. Ao trabalhar com material delicado, é fundamental que você se concentre no que está fazendo e tente eliminar as distrações.

Mesmo em setores externos, evite usar fones de ouvido. Ouvir música enquanto faz um trabalho repetitivo pode ser relaxante, mas elimina um dos cinco sentidos usados ​​na consciência situacional.

Se você não consegue ouvir o que está acontecendo ao seu redor, é possível perder o som de um recipiente de vidro quebrando ou o aviso de um colega. Para ouvir melhor o que está ao seu redor experimente ouvir música em volume mais baixo ou com apenas um ouvido tapado.

Ofereça treinamentos de segurança

Certifique-se de que todos os membros do laboratório estejam familiarizados com os equipamentos de segurança do laboratório.

Certifique-se de que todos saibam onde estão a estação de acionamento de incêndio, extintor, kit de derramamento, kit de primeiros socorros e hospitais mais próximos.

Saiba como sair do seu prédio e para onde ir depois da evacuação. Organize ou participe de um exercício de evacuação.

Invista em tecnologia

Automação é o uso de vários sistemas de controle para equipamentos operacionais e outras aplicações com mínima intervenção humana.

O uso da automação em laboratórios de análises clínicas possibilita a realização de diversos testes por meio de instrumentos analíticos com utilização minuciosa de um analista.

Os instrumentos automatizados têm como vantagens que os laboratórios podem processar mais carga de trabalho com envolvimento mínimo de mão de obra.

Além disso, a automação minimiza as chances de variabilidade de resultados e erros que geralmente podem ocorrer durante a análise manual.

O uso de hardware e software de computador integrados tornou o trabalho muito fácil para os laboratórios, pois fornecem o controle automático de processos e processamento de dados.

O uso de softwares laboratoriais tem muitas vantagens, incluindo redução da carga de trabalho, menor consumo de tempo por análise de amostra, maior número de testes realizados em menos tempo, uso de quantidade mínima de amostra, menor probabilidade de erros humanos e alta precisão e escalabilidade.

Gostou de saber mais sobre como a automatização elimina desafios de padronização para laboratórios? Então descubra agora como seguir processos em laboratórios de análises clínicas!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias: