Quais são as tendências para laboratórios de análises clínicas?

Quais são as tendências para laboratórios de análises clínicas?

A área da saúde está em meio a uma evolução, impulsionada por incentivos governamentais e capacitadores tecnológicos, para melhorar o atendimento ao paciente, tomando decisões mais inteligentes e precisas.

À medida que a indústria avança, a tecnologia deve fornecer soluções paralelas para apoiar esse crescimento. Por isso, a seguir falaremos sobre alguns dos desafios que os laboratórios de análises clínicas devem superar para que a inovação ocorra.

Aumentar a eficiência para maximizar a produtividade e gerenciar custos, mais do que tendência, tornou-se crítico para o sucesso a longo prazo do laboratório de análises clínicas.

Por isso, se você quer saber mais sobre as tendências para laboratórios de análises clínicas, confira o conteúdo que preparamos sobre o tema!

4 tendências para laboratórios de análises clínicas

4 tendências para laboratórios de análises clínicas

Espera-se que a equipe do laboratório lide com o gerenciamento da demanda e seja responsável por fornecer serviços consultivos adicionais relacionados aos testes laboratoriais.

O papel futuro dos laboratórios será mais voltado para o controle de qualidade, reduzindo os erros laboratoriais, eliminando testes desnecessários e focando nos desafios da harmonização global.

Duas frentes simultâneas parecem estar surgindo neste campo. Um é a consolidação dos testes laboratoriais tradicionais e o segundo é o novo mercado em expansão para testes próximos ao paciente.

Confira a seguir as principais tendências para laboratórios de análises clínicas!

1. Análise de dados e gestão laboratorial

A crescente prevalência de doenças crônicas, como as doenças cardiovasculares, está levando a uma maior importância da medicina preventiva e dos laboratórios de análises clínicas para realizar uma ampla gama de testes.

Isso, juntamente com o boom de dispositivos inteligentes, significa que os dados clínicos estão sendo criados em quantidades imprevistas. Hoje, a quantidade de informações sobre saúde dobra a cada três meses.

Esse conjunto de dados inestimável pode conter as respostas para alguns dos maiores desafios de saúde, mas desembaraçar esses dados depende da tecnologia para armazenar, organizar e processar essa quantidade esmagadora de informações.

Um sistema de gestão laboratorial que seja capaz de se conectar com os dispositivos que produzem essas informações é vital. Além disso, o software deve ser capaz de armazenar e gerenciar essas informações para que possa ser configurado para oferecer suporte à decisão clínica.

E o software para gestão laboratorial avançado deve ser capaz de utilizar esses dados integrados para alertar os médicos e pacientes sobre resultados anormais. Além disso, é importante que os patologistas tenham informações disponíveis em paralelo a vários testes e o sistema deve ser capaz de dar suporte a isso.

2. Acessibilidade e aplicativos móveis

Com a ampliação do acesso dos pacientes aos cuidados de saúde e os resultados acompanhados de explicações claras, os pacientes estão se interessando e se tornando cada vez mais agentes de seus processos de saúde.

Essa transparência e maior envolvimento estão levando a uma demanda de aplicativos que fornecem acesso instantâneo aos dados, bem como conectividade com médicos e laboratórios clínicos.

Da mesma forma, os médicos precisam de aplicativos para receber alertas sobre resultados anormais de pacientes em tempo real e para serem capazes de se comunicar com seus pacientes e o laboratório.

Esses aplicativos podem ser entidades separadas, mas o ideal é que eles sejam conectados ao sistema do laboratório de análises clínicas, de forma que os dados sejam mantidos precisos e totalmente integrados. Além da necessidade de os resultados serem disponibilizados em tempo real para médicos e pacientes, o aplicativo possibilita o processamento de recursos em tempo real.

Ele permite também o gerenciamento, rastreamento de amostra e marca uma trilha de auditoria em todos os processos executados pelo laboratório.

3. Segurança no armazenamento de informações

Por muitos motivos, incluindo opções de armazenamento, integrações e opções móveis, o acesso remoto e seguro ao servidor é uma vantagem natural para os laboratórios.

Os produtos de softwares laboratoriais vão além disso, oferecendo aos laboratórios uma opção de baixo risco e alto crescimento, bem conectada. Ao contrário de outros setores onde esses benefícios foram rapidamente compreendidos e bem adotados, a área da saúde tem sido mais cautelosa ao adotar esse modelo.

No entanto, os novos modelos de softwares laboratoriais oferecem muitas vantagens sobre os modelos tradicionais – entre outras coisas, eles transferem a responsabilidade de manutenção e segurança da infraestrutura para um provedor seguro e especializado.

Desta forma, não há grandes investimentos iniciais e eles permitem o dimensionamento e a adição de novos módulos sem a necessidade de substituir equipamentos caros e infraestrutura.

4. Necessidade de automação laboratorial

Os processos de automação foram implementados por laboratórios por muitos anos. No entanto, a tecnologia avançou os níveis de automação disponíveis aos laboratórios, reduzindo ainda mais os erros e a burocracia.

Além de lidar com muitas das etapas monótonas encontradas em vários processos laboratoriais, a automação pode aumentar a eficiência para todos os setores interessados do laboratório de várias maneiras: desde ferramentas de suporte à decisão até diagnósticos integrados e gerenciamento de fluxo de trabalho sem intervenção entre diferentes técnicos.

A maioria das tendências para laboratórios de análises clínicas são otimistas e são voltadas para o desenvolvimento de tratamentos mais eficazes, erradicação de doenças e vidas mais longas.

É importante lembrar, porém, que fazer previsões não é uma ciência exata e há muitas tendências anteriores que ainda não se materializaram.

No entanto, uma análise do futuro ajuda no processo de planejamento e permite que as equipes de gerenciamento laboratorial desenvolvam habilidades e adquiram recursos que podem potencialmente levá-los a tornar essas previsões uma realidade.

Gostou de saber mais sobre as tendências para laboratórios de análises clínicas? Então não deixe de conferir o conteúdo sobre melhoria contínua para laboratórios: 5 dicas essenciais!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias: