Como reduzir as despesas do laboratório de análises clínicas?

Como reduzir as despesas do laboratório de análises clínicas?

A análise clínica é de vital importância para a sociedade, mas muitos laboratórios trabalham com orçamentos seriamente limitados e o controle de custos é uma preocupação essencial.

Cortar custos no laboratório pode ajudar a maximizar a produtividade, o lucro e garantir que os recursos não sejam desperdiçados.

Este artigo contém algumas idéias sobre como os gestores de laboratórios de análises clínicas podem cortar custos fazendo algumas pequenas mudanças na forma como o laboratório atua.

Por isso, se você quer saber mais sobre como reduzir as despesas do laboratório de análises clínicas, confira o conteúdo que preparamos sobre o tema!

Saiba como reduzir as despesas do laboratório de análises clínicas

Saiba como reduzir as despesas do laboratório de análises clínicas

Se você deseja reduzir seus custos, é hora de entrar no modo contador e começar a controlar todas as despesas.

Anote todas as despesas gerais do seu laboratório, salários, suprimentos e equipamentos necessários e quaisquer taxas ou multas que devem ser pagas. Isso o ajudará a identificar para onde seu dinheiro está indo, bem como quaisquer áreas em que as despesas sejam significativamente mais altas.

Freqüentemente, isso pode destacar áreas onde os gastos podem ser cortados, seja para maximizar a eficiência do equipamento ou simplesmente reduzir o custo.

Com seu novo insight sobre os gastos do laboratório, é mais fácil desenvolver estratégias para cortar custos. Manter o controle também significa que você pode identificar quais estratégias de corte de custos são eficazes e quais não são, maximizando a eficiência do laboratório.

Reduza o trabalho improdutivo

Calcular quanto cada procedimento está custando é uma ótima maneira de identificar atividades que são financeiramente improdutivas.

Os trabalhos que não são financeiramente viáveis ​​podem ser limitados a quando absolutamente necessário, em vez de serem realizados rotineiramente. Depois de calcular os custos, deve ser bastante óbvio quais procedimentos são mais caros do que eficazes.

Faça a manutenção do seu equipamento

Os laboratórios estão cheios de equipamentos, desde os mais essenciais para o dia a dia, como as centrífugas, até os equipamentos especializados na execução de tarefas complexas.

Todo esse equipamento tende a consumir muita energia, especialmente aqueles como os freezers que operam em temperaturas ultra baixas. Manter o equipamento de um laboratório é fundamental para garantir que ele funcione com eficiência, usando o mínimo de energia possível.

Embora possa ser tentador simplesmente atualizar para um modelo mais novo, a manutenção do equipamento faz com que ele funcione com eficácia por mais tempo, o que significa que menos investimento financeiro será necessário.

Considere as atualizações de equipamentos

Como os equipamentos de laboratório são responsáveis ​​por uma proporção tão alta do uso de energia, ter equipamentos eficientes pode ter um grande impacto nos custos gerais de funcionamento.

Quando necessária, a atualização de freezers, centrífugas e outros equipamentos de uso regular para modelos mais eficientes em termos de consumo de energia pode gerar uma economia significativa.

Ao decidir atualizar seu equipamento, vale a pena avaliar se o gasto inicial será compensado pela economia de energia alcançada. Para equipamentos quebrados ou desatualizados, usar a eficiência energética como fator de seleção é uma boa maneira de garantir que o laboratório funcione da forma mais econômica possível.

Muitos fabricantes estão agora adotando uma abordagem mais “ecológica”, por isso é relativamente fácil encontrar informações claras sobre o uso de energia em equipamentos de laboratório modernos.

Treine seus funcionários com eficiência

O treinamento eficiente da equipe é uma forma realmente eficaz de cortar custos no laboratório.

A simples definição de regras de laboratório sobre como manter as coifas fechadas quando não estão em uso, por exemplo, pode economizar centenas de reais por ano em custos de energia.

Desligar o equipamento quando não estiver em uso também pode ser eficaz, embora apenas quando isso for possível, sem reduzir a eficiência. Organizar o espaço do freezer, não usar mais produtos do que o necessário e desligar as luzes são maneiras pelas quais a equipe pode ajudar a reduzir os custos do laboratório.

Reduza os erros através da tecnologia

Ninguém é perfeito e as equipes de laboratório não são exceção. Como em qualquer outro processo de produção, os erros acontecem em laboratórios de análises clínicas.

Os erros podem incluir etiquetar incorretamente uma amostra, digitar incorretamente uma entrada, inverter a orientação de uma placa, não encher uma placa na ordem correta – e a lista continua.

Mesmo que seu laboratório tenha uma taxa de precisão alta, como 99%, isso ainda significa que você está enviando 10 resultados incorretos para cada 1.000 amostras processadas.

Quando os erros acontecem, eles aumentam as despesas causando atrasos ao corrigir relatórios e contatar pacientes e forçando você a dedicar recursos adicionais para analisar novamente uma amostra sem poder cobrar mais. Em casos extremos, desencadeiam litígios caros e destroem sua reputação.

Os erros são inevitáveis, mas você pode reduzir significativamente a frequência e a gravidade implementando um forte sistema de gerenciamento de controle laboratorial.

Seu sistema de gerenciamento laboratorial deve ser proativo, não reativo. Em outras palavras, ele deve ajudá-lo a detectar problemas menores – onde quer que ocorram no complexo processo de gestão – antes que se transformem em problemas maiores.

Cada etapa do processo de teste possui uma métrica associada a ela. Se você for capaz de rastrear essas métricas corretamente, como parte de seu sistema de controle laboratorial, poderá detectar erros antes que eles gerem custos mais elevados.

Gostou de saber mais sobre como reduzir as despesas do laboratório de análises clínicas? Então não deixe de conferir o conteúdo sobre como proteger a privacidade do paciente em laboratórios!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias: