6 principais razões para investir em capacitação profissional em seu laboratório

Você já parou para avaliar a importância do capital humano para o sucesso do seu laboratório? Já se perguntou se investir em capacitação profissional é o melhor caminho para aumentar a eficiência operacional e a credibilidade da sua empresa? Então está na hora!

Em meio à alta competividade que marca o cenário da medicina diagnóstica no Brasil e às mudanças frequentes ocasionadas pela transformação digital, ter profissionais pouco capacitados e inaptos a lidar com inovação pode prejudicar a sua empresa — sobretudo em um mercado em que atendimento de qualidade, precisão e agilidade nos procedimentos são fatores de extrema relevância para a experiência dos clientes.

Nesse contexto, extrair o máximo desempenho do capital humano, alinhando-o aos novos padrões, metodologias e nível tecnológico impostos pelo setor se tornou uma necessidade. Mas como atingir esse nível? A resposta está na capacitação profissional.

Para comprovar essa afirmação, listamos 6 motivos que indicam que investir nessa prática pode fazer toda a diferença no seu laboratório. Confira!

1. Aumento da satisfação do colaborador

Um dos reflexos mais nítidos do investimento em capacitação profissional é o aumento da satisfação do colaborador.

Isso porque quando a empresa passa a se preocupar com o desenvolvimento pessoal e profissional do funcionário, seja por meio de um treinamento, seja com um simples feedback construtivo, cria-se um sentimento de lealdade, engajamento e satisfação no colaborador.

A verdade é que, hoje, grande parte dos profissionais preferem trabalhar em ambientes nos quais são valorizados, mas não apenas financeiramente.

A valorização pessoal e profissional, reforçada pela preocupação dos gestores e líderes em proporcionar oportunidades de aprendizado e crescimento, na maioria dos casos é mais importante para a satisfação do empregado do que um bom salário ou outros benefícios.

2. Melhoria na qualidade dos serviços prestados

Outra razão para se investir em capacitação profissional repousa na otimização da qualidade dos serviços prestados. Essa lógica vale para todos os colaboradores, mas especialmente para aqueles mais novos e que demandam certo aperfeiçoamento para se alinhar aos padrões do laboratório.

Vale mencionar, contudo, que a capacitação vai além do aprendizado técnico, ligado estritamente às rotinas analíticas do laboratório, mas engloba também questões relacionadas à humanidade e ao respeito — atributos essenciais a um bom atendimento, principalmente em um mercado em que se lida com pessoas de diferentes perfis e com fragilidades distintas.

Nesse sentido, não há dúvida de que a capacitação profissional reflete positivamente na qualidade operacional do negócio, sendo o aperfeiçoamento técnico chave para uma maior produtividade, eficiência e redução de erros e outros problemas nas atividades.

3. Aumento da produtividade

Como reflexo do tópico anterior, pode-se confirmar o diferencial que a capacitação profissional possui para um maior rendimento profissional.

A lógica é bastante simples: colaboradores mais bem qualificados e treinados certamente desempenham suas funções com maior rigor e rapidez, o que não só reflete na qualidade das entregas, mas na produtividade geral da empresa.

Em um mercado em que muito se preza pela agilidade e pelo cumprimento de prazos, estabelecer um bom nível de produção é um diferencial importante. Nesse sentido, investir em cursos, especializações e treinamentos operacionais — como de operação de novos equipamentos ou uso de novas metodologias — pode garantir toda a regularidade de que seu laboratório necessita.

4. Redução do turnover

Um dos problemas mais comuns e prejudiciais para a coesão das equipes e para a qualidade de um laboratório é o conhecido turnover.

A alta rotatividade de profissionais é um desafio para todo tipo de negócio, mas em um laboratório isso costuma ser ainda mais complexo, já que estamos falando de um empreendimento em que há um alto rigor técnico e se exige um bom nível de conhecimento das rotinas e práticas internas por parte dos funcionários — o que demanda certo tempo.

Porém, quando há um fluxo acentuando de profissionais entrando e saindo da empresa, fica bastante difícil alinhar todos eles aos padrões — e isso invariavelmente prejudica a qualidade das entregas, gerando, ainda mais custos com contratação e treinamento.

Nesse cenário, a capacitação profissional é uma estratégia interessante, pois acaba funcionando como um elemento de fidelização dos funcionários. A verdade é que, como dito, essa prática aumenta a satisfação da equipe, melhora a motivação e traz mais engajamento. Isso faz com que o colaborador se sinta valorizado e pertencente à empresa para a qual trabalha e permaneça nela por mais tempo.

5. Reforço da competitividade do negócio no mercado

Em um mercado em que se lida diretamente com o atendimento ao público, em que há uma intensa regulação e erros são pouco tolerados, estabelecer um alto nível de qualidade operacional é fundamental para manter a competitividade. Para isso, investir em capacitação profissional é uma das melhores estratégias.

Com a qualificação das equipes o seu negócio é capaz de imprimir rotinas mais seguras, alinhadas aos ditames legais e em conformidade com as práticas mais modernas e eficientes presentes no setor.

Certamente, seus profissionais estarão mais preparados para lidar com a inovação, operar equipamentos mais sofisticados e desenvolver uma cultura baseada no aperfeiçoamento contínuo.

De modo geral, essa postura eleva — e muito — a posição da empresa, colocando-a em um patamar maior de eficiência, minimizando erros nas análises, atrasos nas entregas e outras inconsistências.

6. Retorno certo dos investimentos

Investimentos em capacitação, além de todos os pontos citados, também têm outro viés importante: a melhoria do ambiente corporativo como um todo.

Empresas modernas e que reconhecem a importância dos seus funcionários para o bom funcionamento não hesitam na hora de investir na capacitação das equipes, pois sabem que cada centavo gasto é devolvido em forma de mais produtividade e eficiência.

Ou seja, capacitar, treinar ou qualificar, ainda que represente alguns gastos para empresa, a médio e longo prazo traz mudanças significativas no funcionamento do negócio. A exemplo, pode-se trabalhar com equipes menores, mas igualmente produtivas, reduz-se os gastos com retrabalho e correção de erros, entre outros pontos que confirmam o bom retorno do investimento.

Por fim, como foi possível perceber, motivos não faltam para comprovar que a capacitação profissional é uma ação essencial para o sucesso de um laboratório. Cada vantagem citada é uma oportunidade de melhorar a posição do seu negócio, reduzir custos e atender seus clientes de forma ainda mais qualificada.

Gostou deste post? Quer ficar ainda mais informado sobre gestão laboratorial? Então não deixe de nos acompanhar nas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *