Qual a importância do checklist para laboratórios de análises clínicas?

Qual a importância do checklist para laboratórios de análises clínicas?

O laboratório de análises clínicas é um local onde exames diagnósticos são conduzidos sob condições controladas.

As pessoas que trabalham em laboratórios de análises clínicas estão expostas a muitos tipos de perigos. Os laboratórios envolvem uma variedade de riscos bem maior do que a maioria dos outros locais de trabalho.

Muitos agentes são altamente inflamáveis ​ou explosivos e seu manuseio ou armazenamento feitos de forma descuidada podem resultar em incêndios ou explosões.

Além disso, gases tóxicos, agentes biológicos, vapores e diversos tipos de líquidos podem ser produzidos e causar intoxicação ou infecções aos profissionais. Existe um risco especial quando os laboratórios lidam com novas substâncias químicas ou agentes biológicos desconhecidos.

Algumas substâncias químicas e materiais biológicos podem até ser carcinogênico, mutagênico ou embriotóxico.

Profissionais recém formados ou novos no setor correm um risco maior porque ainda não estão plenamente acostumados ou conscientes dos perigos e dos riscos relacionados ao uso de produtos e equipamentos.

Mas mesmo profissionais muito experientes podem estar em risco ao trabalharem com substâncias perigosas em casos de desatenção. Por isso, a segurança deve ser uma prioridade nos laboratórios e este é um dos motivos que tornam o checklist para laboratórios de análises clínicas uma ferramenta tão importante.

Se você quer entender um pouco mais sobre a importância do checklist para laboratórios de análises clínicas, confira o conteúdo que preparamos para você!

O que é um checklist para laboratórios?

O que é um checklist para laboratórios?

Um checklist é uma lista de verificação. E o objetivo desta lista é ajudar a reduzir riscos e perigos para os trabalhadores, verificar a eficácia da proteção que é oferecida aos profissionais envolvidos em atividades de laboratório e promover a compreensão dos riscos associados ao lidar com substâncias perigosas e agentes biológicos.

Desta forma, o checklist ou a lista de verificação pretende ser uma ferramenta para auxiliar na avaliação de riscos e no processo de monitoramento da segurança do laboratório.

Um checklist para laboratório é utilizado pelos supervisores e oficiais de segurança do laboratório para identificar e minimizar os riscos químicos, biológicos, físicos e radioativos presentes nas instalações do laboratório. 

Isso ajuda a garantir que o laboratório cumpra os padrões ambientais para evitar a superexposição a produtos químicos perigosos, ferimentos e doenças respiratórias ou fatalidades.

Nunca subestime os riscos associados ao laboratório! Se você é inseguro sobre o que está fazendo, obtenha assistência. Não use produtos químicos, equipamentos ou procedimentos desconhecidos.

Para garantir que o laboratório continue sendo um local de trabalho seguro para você e seus colegas, todos devem estar familiarizado com as regras e regulamentos e entender como operar os equipamentos de laboratório de maneira segura e adequada. 

Garantir a segurança de outras pessoas é tão importante quanto garantir sua própria segurança.

Qual a importância do checklist para laboratórios?

Qual a importância do checklist para laboratórios?

Como dissemos anteriormente, o checklist para laboratório tem como objetivo evitar riscos e perigos e proteger funcionários da exposição a produtos químicos perigosos. 

É implementado para evitar incidentes como incêndio, explosões, riscos biológicos e muito mais. Manter um laboratório seguro ajuda a:

  • Prevenir contaminação tóxica;
  • Proteger a propriedade e o equipamento contra danos;
  • Gerenciar um ambiente de laboratório organizado e seguro, entre outros.

Quais as vantagens do checklist para laboratórios?

As principais vantagens de seguir o checklist para laboratórios é diminuir os riscos envolvidos nos diferentes setores dos laboratórios de análises clínicas.

Como trabalhador do laboratório, você está exposto a várias perigos, dependendo do tipo e das funções que exerce. Estes riscos incluem:

Riscos químicos

Os produtos químicos em laboratórios podem apresentar uma variedade de riscos à saúde e à segurança. Gases, vapores ou líquidos tóxicos podem escapar do recipiente ou derramar enquanto estão sendo manipulados e causar, por exemplo, envenenamento, câncer, alergias e problemas respiratórios. 

Ácidos e bases podem causar irritações e queimaduras de olhos, pele ou vias respiratórias. Certos produtos químicos são conhecidos ou suspeitos por prejudicar fetos ou a saúde reprodutiva de adultos – por exemplo, gases anestésicos ou compostos de chumbo.

Riscos biológicos

Agentes biológicos como vírus, bactérias, fungos ou parasitas podem entrar no corpo por inalação, ingestão, contato com a pele ou os olhos, mordidas de animais ou ferimentos por picadas de agulha e causam infecções, alergias e outras doenças. Certos agentes biológicos são extremamente perigosos e por isso devem ser manuseados com todas as precauções possíveis.

Riscos de explosão

Reações químicas não controladas ou não planejadas podem causar incêndios e riscos

explosões. Experimentos realizados em sistemas fechados podem causar explosões, bem como equipamento de gás de alta pressão e autoclaves. 

O vácuo equipamento pode implodir. Por isso, todo o equipamento sob pressão deve ser testado ou inspecionado regularmente.

Riscos ergonômicos

Os efeitos musculoesqueléticos podem resultar do trabalho em posições difíceis, como em pé ou curvado sobre uma bancada do laboratório por um longo tempo. 

Movimentos repetitivos de pipetagem ou transferência de fluidos e amostras também podem causar doenças músculo-esqueléticas

Riscos gerais

Pisos molhados, irregulares ou danificados podem causar escorregões e tropeções. Garrafas e equipamentos de vidro são comuns em laboratórios. Quedas ou estouros de vidro podem causar cortes graves. 

Emaranhado de roupas, cabelos ou dedos em equipamentos rotativos, como centrífugas e misturadores podem causar lesões corporais. Ruídos e vibrações produzidos em equipamentos como centrífugas e agitadores podem causar perda auditiva e estresse.

Estes são apenas alguns exemplos de riscos gerais em laboratórios de análises clínicas, por isso, para garantir a segurança de todos, não deixe de seguir o checklist para laboratórios.

Como implementar o checklist para laboratórios?

Como implementar o checklist para laboratórios?

Você pode estar se perguntando agora como implementar o checklist para laboratórios e o que pode ser feito para evitar acidentes nos laboratórios.

Neste caso, é preciso saber que a legislação estabelece uma hierarquia para o controle da exposição e medidas à serem aplicadas se uma avaliação revelar riscos, como:

  • A eliminação do risco alterando o processo ou o produto está no topo da hierarquia;
  • Se a eliminação não for possível, as substâncias perigosas ou os processos devem ser substituído por outro, não perigosos ou menos perigosos;
  • Onde os riscos para os trabalhadores não são evitados, medidas de controle devem ser implementadas para reduzir os riscos para os profissionais. 

A seguinte hierarquia de controle deve ser seguida:

  1. Utilize o checklist para a prevenção de acidentes em laboratórios;
  2. Projeta os processos e controles de trabalho e use equipamentos e materiais para reduzir a liberação de substâncias perigosas substâncias;
  3. Aplique medidas de proteção coletiva na fonte do risco, como ventilação e medidas organizacionais apropriadas;
  4. Aplique medidas de proteção individual, inclusive equipamento de proteção individual, onde a exposição não possa ser evitada.

A melhor maneira de prevenir acidentes de laboratório é estar preparado, bem treinado e informado sobre o que você está trabalhando – por isso o checklist é tão importante, para garantir que não se esqueça de nada. 

Além disso, verifique se você está protegido por equipamentos de proteção individual se a exposição não puder ser evitada por outros meios. 

A seguir, confira algumas dicas essenciais para garantir a segurança do seu laboratório de análises clínicas e implementar o checklist para laboratórios

6 dicas essenciais para implementar o checklist no laboratório

É importante que todos os profissionais sigam os checklists para tornar os laboratórios cada vez mais seguros para os trabalhadores e demais pessoas envolvidas. As dicas a seguir podem ajudar a manter um laboratório seguro para proteger os funcionários de exposições a produtos químicos e incidentes inesperados.

Aplique os padrões para laboratórios

Todos os funcionários devem passar por treinamento e indução adequados sobre padrões de laboratório, procedimentos de emergência e outras políticas para mantê-los informados sobre os perigos no local de trabalho. 

Seguir o checklist e fazer o monitoramento dos limites de exposição permitida dos funcionários os protege contra possíveis danos, incluindo doenças respiratórias e lesões físicas.

Não negligencie o checklist laboratorial

Os problemas de segurança geralmente surgem e passam despercebidos devido à falta de protocolo, implementação incorreta ou diretrizes de supervisão. 

Na maioria das vezes, os funcionários tendem a ignorar checklists e guias simples que podem levar a possíveis incidentes ou problemas maiores. Você pode encontrar abaixo as diretrizes do laboratório de segurança comumente ignoradas:

  • Segurança do código de vestimenta;
  • Eliminação de resíduos de laboratório;
  • Segurança ergonômica;
  • Etiquetas de identificação apropriadas;
  • Registro de incidentes.

Mantenha o laboratório higienizado

É fundamental manter a limpeza do laboratório durante toda a operação para garantir a saúde e a segurança dos funcionários e da propriedade. 

Mantenha os espaços do laboratório desobstruídos e limpe todos os derramamentos imediatamente para evitar acidentes.

Calibre os equipamentos

Mantenha a funcionalidade, a qualidade e a precisão dos equipamentos de medição para evitar a interrupção dos trabalhos e também para proteger a equipe.

A realização de calibração e regulagem dos equipamentos ajuda a organização a evitar acidentes e danos que podem levar ao comprometimento da saúde dos funcionários, ações legais e perda de lucro.

Remova e substitua itens danificados

Mantenha o equipamento em condições de trabalho para evitar problemas de produção e acidentes.

Relate imediatamente qualquer equipamento danificado, seja para substituição ou remoção, para evitar incidentes desnecessários em função do mau funcionamento do equipamento.

Utilize um software para gestão laboratorial

O ambiente laboratorial expõe numerosos riscos aos seus funcionários. Por isso, além da utilização dos checklists, a realização de inspeções regulares de segurança do laboratório ajudarão a reduzir os riscos. 

Comumente, os profissionais utilizam papel e caneta durante a realização da inspeção de segurança do laboratório e isso, além de oneroso e consumir muito mais tempo para documentar seus relatórios, não é um processo tão seguro.

Por meio de um software desenvolvido exclusivamente para a gestão laboratorial, você pode realizar o monitoramento por meio de qualquer dispositivo com acesso à internet – e muito mais!

Assim, laboratórios em todo o mundo passaram a adotar a tecnologia para melhorar a segurança e impedir a ocorrência de incidentes.

Gostou de saber mais sobre qual a importância do checklist para laboratórios de análises clínicas? Então não deixe de conferir o conteúdo sobre coronavírus crise e gerenciamento de riscos em laboratórios de análises clínicas!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias: